sábado, 3 de dezembro de 2016

CHEQUINHO ?

As últimas eleições ocorridas em Campos, para os cargos de prefeito e vereadores, já é são marcos históricos, não só, infelizmente, pela esmagadora vitória, no primeiro turno, do prefeito eleito Rafael Diniz por mais de 151 mil votos. Os desdobramentos das referidas eleições, em função das demonstrações do líder derrotado, que alcançaram as manchetes nacionais (http://vejasp.abril.com.br/blogs/pop/2016/11/18/garotinho-transferencia-ambulancia-memes/), (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/11/1834380-garotinho-recebe-alta-e-vai-para-prisao-domiciliar.shtml), (http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/chilique-de-garotinho-na-ambulancia-ganha-versoes-ainda-mais-engracadas-na-internet-d6gu3gir760uvoq0vturotxp2), (http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/11/1833725-garotinho-ofereceu-suborno-para-tentar-evitar-prisao-diz-procuradoria.shtml), são uma demonstração clara dos males que podem ocorrer a quem não sabe reconhecer o valor de uma derrota. Saber perder, também, é, pelo visto, para os poucos que mantém a sabedoria e espírito público suficientes para aprender, inclusive, nestas situações, onde se reveem planos, estratégias e, sobretudo, métodos.

Denominada pela Polícia Federal de Operação Chequinho, além dos flagrantes já investigados, supostamente, há farto material complementar apreendido que não permite margem de impunidade aos acusados, caso não houvesse, não haveria motivo para tamanha reação do líder derrotado, especialmente. Talvez, isso explique a ausência da maioria dos acusados (abaixo), nos depoimentos, seria pela incerteza da absolvição ? 






O fato é que Campos, assim como no caso da Lava-Jato, precisa urgentemente ser passado a limpo, para, enfim, ter condições de se desenvolver por administrações comprometidas com a cidade, seus habitantes e frequentadores, estes serão grandes desafios para o próximo prefeito e sua equipe, especialmente em função do arroxado orçamento e diante das significativas despesas, dentre elas a da folha de pessoal, que chega próximo aos R$ 1 bi ! Fora isso, há os compromissos com a saúde, educação, mobilidade, habitação, agricultura, cultura, assistência social, responsabilidade fiscal e desenvolvimento.

Nesta semana próxima, acrescenta-se ainda a delação da Odebrecht, que tem as suas relações com políticos de Campos, citados em documentos apreendidos e já revelados nacionalmente. Campos, não merece ser humilhada nacionalmente como foi, por isso, será necessário todo o apoio ao novo governo, especialmente pelas concretas possibilidades de adoção de medidas impopulares para que se arrume a enorme bagunça generalizada de obras paralisadas, hospitais em estado deplorável, setores como o das ambulâncias sem pagamento, buracos em todas as ruas, dívidas como as da VENDA DO FUTURO, além de outras que poderão surgir quando, nas palavras do prefeito eleito: "abrir a caixa preta".

Ficam, para efeito de registro, as imagens das demonstrações que não interessam certamente a Campos, como forma de repúdio a quem as protagonizou, que deveria sair de fininho e buscar uma urgente e necessária reciclagem.







Fora isso, o apartamento no Flamengo pertence a quem afinal de contas? Teria sido comprado com um chequinho?






O MAIOR EMPREENDIMENTO DA ODEBRECHT, PODERÁ SER LANÇADO NA PRÓXIMA SEMANA.

A aguardada delação da maior construtora da América Latina, a Odebrecht, para a próxima semana, poderá ser o maior empreendimento já feito pela construtora no país, visto a listagem de nomes que envolve, especialmente a partir dos documentos apreendidos na 23ª fase da Lava-Jato (http://observatoriocampos.blogspot.com.br/2016/06/mudar-renovar-e-o-medo-do-frio-que.html) , (http://observatoriocampos.blogspot.com.br/2016/03/quanto-mais-mexe-mais.html) e (http://exame.abril.com.br/brasil/em-lista-odebrecht-relata-pagamentos-para-200-politicos/). Também, está em divulgação na internet, a listagem que reproduzimos abaixo, com os nomes dos políticos, partidos políticos, estado federativo e cargos dos supostamente envolvidos:






Ao que tudo indica, destacando o conteúdo dos documentos e da carta de compromisso para o futuro da Odebrecht, abaixo, (Por quê não do presente também ?), fica a aparente demonstração de ampla intenção de colaboração. Desta forma, o codinome atribuído pela mídia, a esta fase da Lava-Jato, "Delação do fim do mundo"(http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/266880/Dela%C3%A7%C3%A3o-do-fim-do-mundo-Odebrecht-assina-acordo.htm), não parece ser nenhum exagero, aguardemos.





SIM ÀS 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO !

Nesta semana, o país comovido pelo acidente com a equipe da Chapecoense, foi atingido em cheio por um duro golpe da Câmara Federal, na madrugada de 30/11/2016, que corrompeu o encaminhamento feito pelo Ministério Público Federal, na forma das 10 medidas contra a corrupção. Esperava-se, com o apoio das mais de 2 milhões de assinaturas de apoio, que as medidas tivessem a sua aprovação integral.

Mesmo acima da meta inicial, que era de 1,5 milhões de assinaturas de apoio, os deputados não se sensibilizaram diante do apelo nacional, da nova realidade política, que pelo visto, ainda não perceberam. Dizem, que o ser humano não enxerga o óbvio quando está tomado por algum tipo de temor, explicam alguns estudiosos que é instintivo do ser humano, onde por reações internas o organismo busca ordenar o cérebro a tomar atitudes de sobrevivência, fuga, ficando a razão prejudicada neste momento. Será?

O fato, é que este Observatório repudia o ato dos deputados, e, em apoio integral ao manifesto do Observatório Social do Brasil, reproduz integralmente o mesmo, abaixo:



Por conseguinte, ratificamos o apoio às 10 medidas e colocamos diante da população, mais uma vez, na íntegra, para que seja reproduzido, compartilhado e exigido a sua integral aprovação, que seguirá ao Senado, sendo importantíssima a manifestação de toda a sociedade brasileira, segue:






video


Apoie e divulgue, chega de corrupção, impunidade, roubalheira e enriquecimento ilícito neste país: